sexta-feira, 1 de julho de 2011

Poemas numa noite de Verão (I) - António Martins de Oliveira

Photo by litutuc
"...e mais além a voz do mar soante
geme num salmo lento e suplicante
a dor das pedras em clamor
que as furnas rumorejam à de cor

e pombos bravos, corvos e gaivotas
esquivos,assustados nos penedos
escondem os ninhos com as asas rotas
não vão os filhos escutar os medos

e sobre o mar profundo e a terra agreste
aumenta o sorvedouro do leixão:
luxúria do mar em rebentação
que a terra engole
enrola
embala
e veste"

António Martins de Oliveira é padre e poeta do Algarve e "saudoso tio" de "ERA UMA VEZ".

2 comentários:

  1. ...ou Alquimia dos Sentidos numa noite de verão.

    ResponderEliminar
  2. Comovida, agradeço.
    De facto "há mais mundo"...

    ResponderEliminar