sábado, 26 de novembro de 2011

over-the-top-full-screen-view


Porque será que os 'criativos' se excedem, quase exclusivamente, com fins comerciais? Será utópico pensar que a criatividade deveria, em prioridade, servir o bem estar e o progresso da humanidade?

1 comentário:

  1. E serve, chérie, e serve, devagar, mas acaba por lá chegar...
    :)

    ResponderEliminar